Quinta-feira, 28 de Abril de 2016

O Eterno!

Escura era a noite,

Escuro era o ser que nela se escondia, deslizava pelas sombras como um predador, passava assim as noites em busca de presas, em busca do que o mantinha vivo, ainda se lembra do seu primeiro dia, do dia em que tudo aconteceu, a sua primeira vitima.

Foi numa noite como esta, escura e fria de inverno, havia chovido nos dias anteriores, mas não nessa noite, nessa noite apenas o gelo cortava a pele, tinha as mãos e faces geladas do frio, percorria a noite depois de uma noite de muito sofrimento, a sua namorada de longa data acabara tudo com ele, trocara-o por um dos seus amigos e ainda lhe confessou que o já traia à muito.

Estava devastado, caminhou durante horas até que a viu, só e infeliz, sentada num pilarete em frente a uma discoteca da moda, perguntou-lhe o nome, falou com ela e ela desabafou, viu no caso dela o seu e foi ai que lhe disse a modos de brincadeira, “estavas disposta a trocar a tua alma por uma oportunidade de te vingares?”

E ela respondeu que sim, naquele momento todo o seu corpo vibrou como se sentisse um impulso a continuar, olhou-a e disse, “Então fazemos assim, em troca da tua alma eu irei lá dentro e mato-o!”

Ela sorriu e disse, não é necessário, mas dou-te a minha alma se fores lá dentro e o violes, como se ele fosse uma galdéria, depois pedes que toda a gente o faça também e que usem tudo o que quiserem.

Sorriu, olhou-a uma vez mais e disse, “considera-o feito.”

Entrou na discoteca e fez o que ela desejou, convenceu outros a fazê-lo, pessoas a gravarem, usaram copos, braços, pés, até garrafas.

Quando saiu, pediu a alma dela, ela sorriu e disse, como te posso dar a alma?

Ele sorriu e disse “não sei, nunca recebi nenhuma, talvez se me assinares um papel a dizer que a tua alma é minha, ou…”

De repente e num impulso as bocas de ambos se tocaram e a alma dela passou para ele, sentiu uma nova força, sentiu-se mais jovem, ela ficou apenas triste, como estava antes e deixou de sorrir.

Ele, afastou-se, desapareceu nas sombras, dias depois leu que a jovem se havia suicidado, mas ela havia morrido naquela noite, sem alma não se vive.

Desde esse dia já se alimentou de mais de mil almas, devia de ter mais de trezentos anos, mas aparenta não ter mais de 25!

Mas hoje não é uma boa noite para andar à caça, já lá vão mais de três meses sem nada o corpo já não aguenta tanto tempo sem comer, preciso de mais, quero mais, eu…..

…. Um choro de mulher ao longe, hoje é uma boa noite afinal….

 

 

19890_297306817038331_1754412785_n.jpg

 


publicado por Pinheirinho às 17:00
link do post | comentar | favorito (1)
|

.Facebook

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.links

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.pesquisar

 

.posts recentes

. O mundo não é só Chris Co...

.arquivos

. Maio 2017

. Fevereiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Novembro 2014

. Junho 2008

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

.tags

. todas as tags

.favoritos

. E é isto, apenas isto que...

. Agora percebo a lógica do...

. Às vezes é preciso desaba...

. O menor de dois males

. Rumo ao Penta!

. Umas equipas jogam com re...

. Ontem não estive lá

. Só no futebol de passa de...

. Mais uma anedota da (des)...

. Fantasy Champions League

.Blogs Portugal

.blogsportugal

SAPO Blogs

.subscrever feeds